(51) 3209-1318 | 3209-1319
R. Felipe Neri, n. 382, sala 504 | Auxiliadora | CEP 9044-150| Porto Alegre | RS
boccaciomoreno@boccaciomoreno.com.br
Visite nossa página
Empresa Pr?-?tica traz novo formato e mudan?as na avalia??o

Empresa Pr?-?tica traz novo formato e mudan?as nos crit?rios de avalia??o

Al?m da periodicidade bianual (2018-2019), altera?es visam manter qualidade e credibilidade do programa de fomento ? integridade empresarial


O Pr?-?tica, criado pelo Minist?rio da Transpar?ncia e Controladoria-Geral da Uni?o (CGU), em parceria com o Instituto Ethos, est? com novo formato. A partir da atual edi??o, o ciclo de inscri??o, avalia??o e premia??o das empresas ser? bianual (2018-2019), em vez de anual como ocorreu at? o ano passado. A iniciativa, que fomenta e reconhece boas pr?ticas em organiza?es comprometidas com a implementa??o de mecanismos de integridade, receber? inscri?es no per?odo de outubro de 2018 a janeiro de 2019.


Al?m da periodicidade, houve mudan?as na pontua??o das ?reas de avalia??o. Ter?o maior peso na nota final, em rela??o ?s ?ltimas edi?es, os temas ?Comprometimento da Alta Dire??o e Compromisso com a ?tica? e ?Canais de Den?ncia e Remedia??o?. As demais ?reas s?o: ?Pol?ticas e Procedimentos?; ?Comunica??o e Treinamento?; ?An?lise de Risco e Monitoramento?; e ?Transpar?ncia e Responsabilidade Social?. A pontua??o m?nima, por?m, est? mantida. Para compor a lista do Pr?-?tica 2018-2019, a empresa avaliada precisa alcan?ar pontua??o igual ou superior a 70 pontos (do m?ximo de 100) e, cumulativamente, atingir o m?nimo de 40% em cada ?rea avaliada.




O question?rio de avalia??o tamb?m foi reformulado para simplificar o preenchimento, agora voltado ? comprova??o documental das medidas implementadas, com objetivo de gerar maior celeridade no procedimento. Ao final de cada ?rea de avalia??o, haver? um espa?o para que a empresa apresente coment?rios e explica?es que possam auxiliar o avaliador na compreens?o das evid?ncias relacionadas ?s quest?es.


O regulamento desta edi??o tamb?m trouxe mudan?as importantes. Entre as inclus?es, destacam-se: i) mais um requisito de admiss?o, relacionado ao envolvimento da empresa em negocia??o de acordo de leni?ncia ou em processo administrativo de responsabiliza??o; ii) periodicidade para os documentos comprobat?rios da aplica??o das medidas de integridade na rotina da empresa; iii) medidas m?nimas, de car?ter eliminat?rio, para avalia??o do programa de integridade da empresa; e iv) dispositivos espec?ficos sobre avalia??o de empresas estatais federais.


Tais medidas tiveram como objetivo atualizar crit?rios e procedimentos, em raz?o da experi?ncia adquirida nos ?ltimos anos e, al?m disso, manter a qualidade e credibilidade do programa, j? que nas edi?es anteriores o n?mero de empresas interessadas aumentou substancialmente (de 195 para 375, entre 2016 e 2017). A amplia??o do ciclo, agora bianual, atende demanda das empresas avaliadas que alegavam n?o ter tempo h?bil para cumprir as recomenda?es formuladas de um ano para o outro, considerando o curto prazo entre a divulga??o dos resultados e a abertura das inscri?es. Outro fator considerado foi a necessidade de adotar novas a?es de fomento ? integridade, em parceria com as empresas premiadas, nos respectivos segmentos e cadeias de valor.


Desafios


Um dos principais desafios do Pr?-?tica ? identificar se os programas apresentados s?o efetivos, fundamentados em uma cultura organizacional forte e resultantes de um trabalho concreto para melhorar a integridade no ambiente corporativo brasileiro. Em muitos casos, constatou-se que as empresas buscaram o Pr?-?tica como um objetivo em si mesmo, e n?o como o resultado de um processo consistente, que tivesse como foco a integridade institucional. Quest?es como adequa??o do programa ao perfil, com os riscos e especificidades de cada empresa, continuam fundamentais no processo de avalia??o.


Pr?-?tica


Iniciativa pioneira na Am?rica Latina, o Pr?-?tica resulta da conjuga??o de esfor?os entre os setores p?blico e privado para promover no pa?s um ambiente corporativo mais ?ntegro, ?tico e transparente. A iniciativa, criada em 2010, fomenta a ado??o volunt?ria de medidas de integridade pelas empresas, por meio do reconhecimento p?blico daquelas que, independentemente do porte e do ramo de atua??o, mostram-se comprometidas em implementar medidas de preven??o, detec??o e remedia??o de atos de corrup??o e fraude. 


A edi??o 2017 contou com a formaliza??o de interesse por parte de 375 empresas (aumento de 92% em rela??o ao ano anterior). Dessas, 198 enviaram o question?rio de avalia??o. Ap?s an?lise preliminar do Comit? Gestor do programa, 171 cumpriram os requisitos de admiss?o e tiveram os respectivos programas de integridade avaliados. Ao final, 23 empresas foram aprovadas e reconhecidas como Pr?-?tica 2017. Veja a rela??o


Cronograma


Empresa Pr?-?tica 2018-2019


Inscri?es: outubro de 2018 a janeiro de 2019

Avalia??o: fevereiro a junho de 2019

Reuni?o do Comit? Gestor: julho de 2019

Premia??o: setembro de 2019


Fonte: www.cgu.gov.br

« Voltar

Boccacio & Moreno - Advogados Associandos

R. Felipe Neri, n. 382, sala 504 | Auxiliadora | CEP 90440-150 | Porto Alegre | RS | (51) 3209-1318 | 3209-1319